AGLOMERADO POPULACIONAL

Qualquer área em que a população e ou actividades económicas se encontrem instaladas de forma suficientemente concentrada para que se proceda à drenagem conjunta das águas residuais urbanas e à sua condução para uma estação de tratamento de águas residuais ou para um ponto de descarga final.

 

ÁGUAS RESIDUAIS DOMÉSTICAS

Águas residuais de serviços e de instalações residenciais, essencialmente provenientes do metabolismo humano e da actividades domésticas.

 

ÁGUAS RESIDUAIS INDUSTRIAIS

Aguas residuais provenientes de qualquer tipo de actividade que não possam ser classificadas como águas residuais domésticas, nem sejam águas pluviais.

 

ÁGUAS RESIDUAIS URBANAS

São as águas residuais domésticas ou a mistura destas com águas residuais industriais e/ou águas pluviais.

 

AREJAMENTO

Processo que consiste em colocar a água em contacto com uma solução gasosa (geralmente ar), permitindo assim,  fornecer o oxigénio suficiente para os microorganismos degradarem os  compostos orgânicos. Serve também como meio de repor os níveis de oxigénio na água residual antes de rejeitá-la para o meio receptor.

 

CBO5 (Carência Bioquímica de Oxigénio em 5 dias)

Parâmetro mais usual de medição da poluição orgânica de águas residuais. Mede a quantidade de oxigénio dissolvido utilizado pelos microrganismos na oxidação biológica da matéria orgânica presente nas águas residuais, durante 5 dias a 20 ºC.

 

COALESCÊNCIA

Fenómeno através do qual ocorre a agregação de partículas de menor dimensão em partículas de maior dimensão, permitindo assim um aumento da força ascencial suficiente para se soltarem das linhas de fluxo principal, em direcção à superfície. Este fenómeno ocorre nas partículas de óleos ou hidrocarbonetos, com a utilização de um filtro coalescente.

CQO (Carência Química de Oxigénio)

Parâmetro mais usual da medição da poluição orgânica e química. Mede a quantidade de oxigénio necessária para oxidar a matéria orgânica e outros compostos, usando um agente oxidante em meio ácido.

 

DECANTAÇÃO

Processo através do qual ocorre a separação entre a fase liquida e as matérias em suspensão presentes na água, com deposição de sólidos no fundo do compartimento, por acção da gravidade.

 

DESINFECÇÃO

Processo que tem por finalidade a destruirão de organismos patogénicos presentes na água, de forma a garantir a qualidade bacteriológica

 

DIGESTÃO AERÓBIA

Processo de mineralização da matéria orgânica na presença de oxigénio.

 

DIGESTÃO ANAERÓBIA

Processo de mineralização da matéria orgânica na ausência de oxigénio.

 

ETA

Uma estação de tratamento de água é uma instalação que combina operações e processos de tratamento, tendo em vista a transformação da qualidade da água de uma determinada origem. 

 

ETAR

Uma estação de tratamento de águas residuais é uma instalação que combina operações e processos de tratamento, de modo a que a água tratada possa ser descarregada num meio receptor, ou reutilizada.

 

FILTRAÇÃO

Processo que consiste na remoção de material s substâncias coloidais que ainda se encontrem em suspensão, reduzindo também o número de bactérias. A água passa através de um meio poroso, onde irão ficar retidas todas as partículas que devido ao seu peso e pequenas dimensões, não tenham ficado retidas nos decantadores, encontrando-se em suspensão na água.

 

GRADAGEM

Processo que tem por objectivo a remoção de sólidos grosseiros à entrada de uma Estação de Águas Residuais. A remoção dos sólidos grosseiros (ex. plásticos, alimentos, madeiras, etc.) tem a finalidade de proteger os dispositivos de tratamento a jusante e aumentar a eficiência do tratamento do sistema.

 

LAMAS

Massa biológica produzida durante o tratamento da água residual pelo crescimento de bactérias em suspensão e outros microrganismos em condições aeróbias ou anóxicas.

 

LEITOS DE MACRÓFITAS

Etapa de afinação, geralmente associada a estações de tratamento de águas residuais, onde a decomposição da fracção remanescente de CBO5 ou nitratos ocorre pelo efeito sinergético associado ao contacto entre o efluente e as raízes de espécies vegetais, que constituem um substrato adequado à fixação de microrganismos, adequados para o efeito. São sistemas biológicos de tratamento de efluentes em que são usadas culturas de plantas que ou interactuam directamente com os efluentes ou servem de suporte a microorganismos que os degradam. 

 

PRÉ-TRATAMENTO

Fase de tratamento de águas residuais que compreende a eliminação dos sólidos grosseiros, areia, gravilha ou material flutuante (Ex. gradagem), preparando-se o efluente para as fases de tratamento subsequentes.

 

RECIRCULAÇÃO DE LAMAS

Permite que a biomassa fortemente activa, produzida nas etapas de arejamento anterior, seja recirculada por meio de bombas de recirculação de lamas para o primeiro passo de arejamento, garantido assim que esta biomassa entre em contacto directo com o efluente bruto degradando de uma forma mais eficaz a matéria orgânica poluente.

 

SOLIDOS SUSPENSOS TOTAIS (SST)

Por definição, os sólidos suspensos são todos os sólidos sedimentáveis e flutuantes presentes no efluente.

 

TRATAMENTO PRIMÁRIO

Fase de tratamento de águas residuais que envolve geralmente um processo físico, como a decantação das partícula sólidas em suspensão, podendo em alguns casos ser ajudado pela adição de agentes químicos, para ajudar na floculação (para os sedimentos se tornarem maiores e serem mais facilmente decantados).

 

TRATAMENTO SECUNDÁRIO

Fase de tratamento de águas residuais que envolve geralmente um tratamento biológico, realizado por bactérias (aeróbias – com oxigénio, e anaeróbias – sem oxigénio), que degradam os compostos orgânicos resultantes do processo de tratamento primário. Pode ser feita através de lamas activadas (biomassa suspensa), através de leitos percoladores ou discos biológicos (biomassa fixa) ou através de lagunagem (sistemas aquáticos por biomassa suspensa).

 

TRATAMENTO TERCIÁRIO

Fase de tratamento de desinfecção e controlo de nutrientes, para eliminar bactérias e vírus. A adição de cloro é a mais comum, mas existem outros tratamentos como ozonação, ultravioletas, filtração por areias e membranas.

Nome Produto (Obrigatório)
Seleccione se é Empresa ou Particular (Obrigatório)
Empresa
Nome de Contacto (Obrigatório)
Telefone (Obrigatório)
Localidade (Obrigatório)
Mensagem
Transcreva os seguintes números: 5297
Fechar